Our people's girls

Logo da campanha e do documentário The People's Girls


O que acontece quando duas mulheres enfrentam a nova epidemia do Egito: o assédio sexual?


Essas mulheres são Colette Ghunim e Tinne Van Loon. As duas moças lançaram na internet um viral chamado Creepers on the Brigde (Trapaceiros na ponte - tradução literal) que mostra o assédio sofrido pelas mulheres no Egito. O vídeo é uma pequena parte de um documentário que está sendo filmado pelas moças.

Tomando como ponto de partida o fato de que o assédio sexual cresceu significativamente no Egito, as mulheres tomaram a iniciativa de mostrar a realidade dessas mulheres. A ONU Mulher, segundo o site do documentário, reportou que de 2013 para 2014 mais de 99% das mulheres no Egito haviam sofrido assédio sexual durante a vida, tornando o Egito o pior lugar para mulheres no mundo árabe.

O JusBrasil tem um artigo que fala exatamente sobre isso e expõe o assedio sexual através da legislação do nosso país, que define:

O crime de assédio sexual consiste no fato de o agente “constranger alguém com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual, prevalecendo-se o agente de sua condição de superior hierárquico ou ascendência inerentes ao exercício de emprego, cargo ou função” (CP, art. 216-A, caput).
 [...]  São três os elementos que integram o delito: (1) a conduta de constranger alguém; (2) com o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual; (3) devendo o agente prevalecer-se de sua condição de superior hierárquico ou de ascendência inerentes ao exercício do emprego, cargo ou função.

A pena para esse tipo de crime é de 1 a 2 anos de detenção podendo ser estendida em um terço se a vítima for menos de 18, havendo alterações em casos especiais.
Buscando na internet sobre o assunto encontrei um artigo que dá algumas dicas de como reagir a essas situações. Leia o artigo aqui.


Segue os links do documnetário pra quiser acompanhar as gravações do documentário e ficar por dentro da luta dessas mulheres no Egito.






Pra ler o artigo de Vicente Maggio sobre assédio na íntegra siga o link abaixo:



Jake dos Santos

Instagram