AQUELA DANÇA NO BAILE


No embalo do laço,
me amarro
e me embaraço
Troco o pés pelas mãos
E do coração o compasso
No marco do passo
Um trote
Eu freio e paro
Tropeço no laço
Cambaleio
Penso e não faço
Suspiro e me abraço
Com os braços no laço
Que desfaço e refaço
Enquanto um olhar
De relance lanço
Na direção daquilo que alcanço
Mas canso
Suspiro e danço
Rodopio e canto
Amores que vêm de manso
E sonso
Dos sonhos meus
Que passa e de longe
Nem se disfarça
Acena sorri e lança
Seu charme de quem
Tudo que quer alcança
E dança
Flutua e me põe na dança
O coração já não mais se aguenta
E rúbia a face invade
Que alarde
Desliza por toda parte
Me ganha
No jogo que deu empate
Se reparte
E divide a sua arte
Cheque mate
A razão sucumbiu à paixão

Jake dos Santos

Instagram