SOBRE AS PORÇÕES



É engraçado como tudo na vida tem que ser regrado. Cada atitude. Cada sentimento. Cada sensação. Devemos nos alimentar em porções, comer um pouco de cada vez e de três em três horas. Nossas atitudes devem ser dosadas, oferecidas aos poucos e sempre com consentimento. O sentimos deve ser demonstrado, mas não demais, só um pouco.
É incrível como tudo tem que ser medido, pra não extrapolar o entendimento alheio, não esbarrar na ignorância do outro ou em sua falta de empatia. Até parece que na vida somos munidos de porções de ódio, de empatia, de asco, de bondade, de solidariedade, de tristeza, de incompreensão e tantas outras armas para usarmos de forma calculada e planejada até a hora da morte iminente. Não fale muito alto, não invada meu espaço, não interrompa quando eu falo, não seja acuado, tenha modos, seja educado. Toda uma sociedade programada para reagir e coagir com medida, comedida, contra medidas que são de regra. É regra regrar.
E não é só na mente que temos que nos controlar. É no corpo também. O corpo controlado pela mete que é regrada. Não use muito a mente. O cérebro é um musculo e também precisa descansar. Deixa estar. Deixa de pensar. Nao pense em quando deve pensar, ou pesar, ou se preocupar, ou se sustentar, ou aguentar. Não pense em quanto não irá pensar. Apenas deixe de pensar e continue a regrar. Porque no fim das contas não é o quanto de massa física você vai carregar para o fim, o que importa mesmo é a quantidade de porções que você regrou, consumiu e controlou.
Controle o seu dinheiro, controle o seu emprego, seja amigo do carteiro que é quem carrega porções para entregar. E nós também temos as nossas porções para entregar. Mas vá se entregando aos poucos. Respeitando a regra do outro. Porque essa regra toda existe para a gente se respeitar.

Jake dos Santos

Instagram